Óleo Essencial de Citronela- ANVISA

Produto novo

Óleos essenciais são princípios ativos naturais proveniente de plantas naturais e aromáticas. É fundamental destacar que os óleos essenciais não devem ser utilizados puros com exceção de: melaleuca, lavanda e menta,  quando aplicados em pequenos ferimentos , queimaduras, picadas ou espinhas, não necessitam mais que uma gota do óleo essencial para tratamento. Características principais dos Óleos Essenciais: são voláteis, não contém ácidos graxos, auto conservantes, não emolientes, baixa espalhabilidade, solúveis em álcool, aroma da planta, não umectante e não hidratante.

Informações adicionais:

  • Engenharia das Essências não se responsabiliza pela aplicação inadequada do produto, a manipulação do produto é de inteira responsabilidade do manipulador ,  siga a orientação de um aromaterapeuta clínico. 
  • Óleo essencial 100 % puro - Embalagem vidro âmbar.

Mais detalhes

61 Itens

R$ 21,40

  • 10 ml
  • 50 ml

Ficha técnica

NCM 33012990

Mais informações

Óleo Essencial de Citronela

Importante

  • Validade : 02/2022
  • ANVISA número de registro 25351.838831/2018-35 
  • Modo de usar: em massagens diluído em óleo vegetal, banhos e aromatização. Não usar puro sobre a pele.
  • Mantenha o produto fora do alcance de crianças e ao abrigo da luz e calor.  
  • Em caso de irritação , retire imediatamente o produto com água corrente , suspenda o uso e procure orientação de um profissional da saúde.

INCI Name: Cymbopogon nardus Oil - CAS Number: 8000-29-1

Origem : India, Java, Brasil , Guatemala.

Obtenção : Destilação a vapor d água das folhas de touceira adulta.

Composição química : geranoil, citronelal,citronelol

Mistura-se bem com : bergamota, gerânio, palmarosa, cedro, tangerina, limão, capim limão, alecrim, laranja e tea tree.

A citronela é uma planta do gênero Cymbopogon que compreende muitas espécies aromáticas típicas de regiões tropicais e temperadas. Existem duas espécies de citronela conforme a região de procedência. Seus óleos essenciais são parecidos em aroma e possuem as mesmas indicações, ficando a diferença no teor de citronelal do óleo. Ambas originaram-se de uma espécie selvagem, a Cymbopogon confertiflorus. Uma é a citronela do Ceilão (Cymbopogon nardus) e a outra é a citronela de Java (Cymbopogon winterianus).  A citronela (Cymbopogon nardus) e o capim-limão (Cymbopogon citratus) são plantas muito parecidas, o que torna freqüente a confusão entre elas. A maneira mais fácil de diferenciá-las é através do aroma, o capim-limão é mais suave e como o nome popular sugere, lembra o limão, enquanto o aroma da citronela é parecido com o aroma do eucalipto, planta muito utilizada em produtos de limpeza (Eucalypitus globulus). As folhas da citronela eram utilizadas como cataplasma para : febre, parasitas intestinais, problemas digestivos e dores, para acelerar curas.

A citronela é um capim da família Gramineae (atualmente Poaceae), originária do Ceilão e da Índia, que apresenta folhas inteiras, estreitas e longas que podem atingir até 1 metro. As folhas apresentam bordas ásperas e cortantes e cor mais escura e brilhante que o capim-limão A planta se desenvolve bem em clima tropical e, como a maioria das gramíneas, não suporta geada. O plantio é feito por meio de divisão de touceiras, e as mudas devem ter um espaçamento de aproximadamente um metro, entre os meses de março a setembro. Onde há possibilidade de geadas é recomendável evitar os meses de junho e julho (CASTRO; CHIMALE, 1995). citronela é considerada um repelente natural e ecológico, pois espanta os insetos sem matá-los. É, portanto, uma maneira de afastar a doença sem prejudicar a natureza, uma vez que o Aedes aegypti faz parte do ecossistema e não pode ser erradicado sob a pena de se causar desequilíbrio ambiental (GIOPPO; SILVA; BARRA, 2006). Recomenda-se o uso da citronela porque não é tóxica e é rica em citronelal e geraniol, que deixam um cheiro que agrada os humanos e é insuportável para os insetos. É oportuno lembrar que “o citronelal pode causar irritação suficiente em um predador para fazê-lo desistir de um ataque”. (SIMÕES; SPITZER, 1999). O simples fato de se possuir a citronela plantada no quintal já possibilita que se tire proveito de sua ação repelente. É necessário, porém, que se observe que seja plantada de maneira que fique na corrente do vento para que seu aroma seja espalhado.

A citronela é utilizada na China para dores reumáticas, e em todo oriente é reconhecido como um excelente repelente de insetos.

Suas propriedades são: anti-sépticas, anti-espasmódica, bactericida, diurético, tônico, repelente, desodorizador, anti térmico.

Referência Bibliográfica

  • SIMÕES, C. M.O.; SPITZER, V. Óleos voláteis. In: SIMÕES, C. M.O. (Org.) [ et al.]. Farmacognosia: da planta ao medicamento. Porto Alegre: Ed. Universidade/ UFRGS. Florianópolis: Ed. da UFSC, 1999.
  • BENSEÑOR, I. How Stuff Works - Como funciona a dengue. Publicado em 09 maio 2007 (atualizado em 09 maio 2008) . Disponível em: . Acesso em: 03 jul. 2008. BRASIL, Ministério da Saúde, Secretaria de Vigilância em Saúde, Departamento de Vigilância Epidemiológica.
  • Guia de vigilância Epidemiológica. 6 ed. Série A. Normas e Manuais Técnicos. Brasília: Ministério da Saúde, 2006.



Comodo SSL