Fenoxietanol - Opções Ver maior

Fenoxietanol - Unica Opção

Produto novo

INCI NAME : PHENOXIETHANOL

Preservante aprovado no Brasil, União Européia e Japão, sem restrições para todas as aplicações de personal care. Não possui halogenado, formaldeído e parabenos. Estável em até 80°C e em diferentes faixas de pH (3,00 – 8,00). Pouco solúvel em água e miscível em propilenoglicol e glicerina.

Aparência: líquido incolor.

Mais detalhes

13 Itens

R$ 15,90

  • 100 gr

Ficha técnica

NCM29094990

Mais informações

INCI NAME : PHENOXIETHANOL

Fenoxietanol - É um produto obtido da reação de uma mole de óxido de etileno com uma mole de fenol.

O Fenoxietanol ( Phenoxyethanol) é chamado de 2-fenoxietanol, fenoxietol ou éter monofenílico de etilenoglicol O  Fenoxietanol apresenta-se em solução aquosa incolor dotada de um leve odor floral,  também  conhecido como éter de rosas. O fenoxietanol pode ser encontrado na natureza, por exemplo no chá verde ou na chicória, mas sua versão comercial é primordialmente sintética.

Além de ser utilizado em produtos cosméticos, o fenoxietanol possui diversas aplicações funcionais, isto é, pode ser empregado como um agente anestésico para facilitar o manejo e reduzir o estresse de peixes, ou como um meio alternativo para embalsamar cadáveres que são utilizados nas aulas de anatomia.. O fenoxietanol é aprovado no Brasil, UEE e Japão em concentração máxima de 1%, sem restrições para todas as aplicações de personal care. O fenoxietanol é amplamente usado na indústria de fragrâncias como solvente e, também, pelo seu aroma floral.

O nível de fenol livre é um ponto crítico para o setor cosmético, porque o mesmo é irritante. Normalmente, deve ser inferior a 0,1%. O fenoxietanol é um excelente solvente para parabenos e outros conservantes e, por isto, existem muitos blends de conservantes que o incorporam como solvente. É solúvel em água de 0,5 a 2,67 gramas por 100 gramas de água; é miscível com propilenoglicol e glicerina. O fenoxietanol é um biocida fraco. É mais ativo contra as bactérias gram negativo, sempre utilizado em combinação com outros preservantes. O fenoxietanol é inativado por compostos altamente etoxilados. É um composto estável em temperatura de até 85ºC e pode ser utilizado em pH de 3 até 10. O grupo terminal hidroxila é sujeito a esterificação e oxidação.

As principais vantagens do fenoxietanol (phenoxyethanol) enquanto conservante são as seguintes:

  • Não pertence à família dos injustiçados parabenos;
  • Não pertence à família dos conservantes doadores de formol (como é o caso da imidazolidinil ureia)
  • Não pertence à família dos conservantes derivados da isotiazolinona;
  • Não é um conservante halogenado (como o bronopol)
  • Facilmente solúvel em água e pode inclusive ser utilizado para solubilizar outros conservantes;
  • Possui amplo espectro de ação antimicrobiana, atuando contra fungos e bactérias gram-positivas e gram-negativas.

No entanto, o fenoxietanol (phenoxyethanol) já foi objeto de diversas polêmicas. A exposição a concentrações inadequadas de fenoxietanol pode ter um efeito depressor sobre o sistema nervoso central e causar vômitos e diarréia. Em 2008, nos EUA, a Food and Drug Administration (FDA) publicou uma nota recomendando aos consumidores que não adquirissem o produto Mommy’s Bliss Niple Cream, pois o mesmo continha clorfenesina e fenoxietanol, sendo que ambos possuiam efeito depressor sobre o sistema nervoso central das crianças.

No entanto, deve-se ressaltar que o produto era destinado à aplicação nos seios, e que seu rótulo afirmava que não era necessário remover o produto antes de amamentar. Isto é, o risco consistia no fato dos bebês ingerirem o fenoxietanol durante a amamentação; e produtos cosméticos obviamente não devem ser ingeridos, especialmente por crianças. Já na Europa, há alguns anos, levantou-se a suspeita de que o fenoxietanol entraria na lista de ingredientes proibidos, o que até agora não aconteceu. E no Brasil, foi sugerido que o fenoxietanol fosse capaz de alisar os cabelos, mas esta atividade nunca foi comprovada e não é autorizada pela ANVISA