EXTRATO SECO SOLÚVEL DE CRANBERRY - Opções: 06/2024

Produto novo

Extrato SECO SOLÚVEL DE CRANBERRY

Solvente de Extração: Água

Nome Científicio: Vaccinium macrocarpon

Família : SOLANACEAE

Parte Utilizada :  fruto 

Método de Produção : Secagem por Spray Drying

Excipiente : Maltodextrina

Maltodextrina é um derivado do milho, arroz, batata ou trigo, ou seja é um carboidrato  carboidrato pó branco hidrossolúvel.

Informações adicionais: não testado em animais e sem ingredientes de origem animais, para low poo e no poo,  vegano, não contém: parabenos, sulfatos, perfume artificial, corante artificial , óleo mineral e silicones.

Importante : Uso externo, formulações cosméticas(pele e cabelo), produto natural.

Validade : 06/2024.

O produto absorve umidade do ar (acompanha sílica gel), favor manter a embalagem fechada mesmo durante o processo de manipulação, retire a quantidade desejada e feche em seguida.  

Mais detalhes

91 Itens

R$ 15,40

  • 50 gr
  • 100 gr

Ficha técnica

NCM13021999

Mais informações

Extrato seco, também conhecido como extrato em pó, é obtido a partir de processos de extração dos princípios ativos de uma planta ou de um fruto. Para obter o extrato seco de uma planta ou fruta é necessário que o material passe por um processo conhecido como Spray Drying ou Atomização. Inicialmente, a planta fica macerando em uma solução líquida, que pode conter algum tipo de solvente (água). É como se fossemos fazer um chá superconcentrado. Neste líquido, todas as substâncias ativas permanecem íntegras e em quantidades elevadas. Finalizada esta etapa, o produto segue para a atomização, ou seja, vai para a secagem em um equipamento, no qual o líquido se evapora e o material vira pó, ou o extrato seco.

Diferença entre extrato seco e pó

Apesar do extrato seco ser muitas vezes chamado de pó, por conta de seu aspecto físico, existem algumas diferenças entre eles, a começar pelo processo que é muito mais complexo no primeiro caso. Já o pó é obtido através da moagem da planta seca inteira ou de uma de suas partes, de maneira bem mais simples. Importante destacar que o extrato seco apresenta inúmeras vantagens com relação à forma fluída com o menor espaço de armazenamento, estabilidade e facilidade de padronização dos princípios ativos presentes nas plantas.

Cranberry é uma fruta diferente de qualquer outra do mundo. Nos Estados Unidos ela tem um importante papel nos tradicionais feriados e é símbolo de uma vida saudável. Sua história data de centenas de anos, por volta de 1620, quando americanos misturavam carne de alce com uma pasta, elaborada com a fruta, para conservar o alimento por um longo período. Além disso, também usavam o suco vermelho como tinta natural na coloração de tapetes, cobertores e roupas e, ainda, acreditavam em suas propriedades anti-sépticas, pois utilizavam o Cranberry em ferimentos causados por flechas venenosas. Conta à lenda que os peregrinos serviram Cranberries no primeiro dia de Ação de Graças em Plymouth, juntamente com peru selvagem. Durante a 2ª Guerra Mundial, tropas americanas solicitavam em torno de um milhão de quilos de Cranberries desidratadas, por ano, como forma de alimentação saudável para os soldados. 

Constituintes Químicos do Extrato Seco Solúvel de Cranberry: Ácido acético, ácido ascórbico, ácido cáprico, ácido cítrico, ácido málico, ácido valeriânico, arbutina, astragalina, sitosterol, cálcio, epicatequina, escopoletina, esculetina, ferro, magnésio, pectina, potássio, selênio, zinco e tanino.

Aplicações :cremes, loções cremosas, em shampoos, máscaras, cremes para banho, tônicos capilares, etc.

Dosagem de aplicação em cosméticos : 0,50 % a 3,00 %, como corante a partir de 0,50% já confere bons resultados. 

A aplicação do extrato seco solúvel de  CRANBERRY como corante natural em cosméticos deve estar baseadas no teste de estabilidade do produto final, temperatura de processo, pH ácido e escolha da embalagem que deve compor o produto final.