Óleo Vegetal Semente de Pepino - ANVISA

Produto novo

ÓLEO VEGETAL DE SEMENTE DE PEPINO - ANVISA

INCI: Cucumis sativa seed oil - Origem: Chile 

Obtenção: Prensagem a frio das sementes.

ANVISA número de notificação Anvisa:  25351.271432/2020-04

Validade: 11/2023

Informações adicionais:

  • Não testado em animais e sem ingredientes de origem animal, para low poo e no poo, vegano, não contém: parabenos, sulfatos, perfume artificial, corante artificial , óleo mineral e silicones.
  • Óleo vegetal 100 % puro em vidro .
  • Uso externo (não ingestão), o produto não apresenta aroma de pepino. 

         Laudo Disponível No Banco de Imagens.

Mais detalhes

43 Itens

R$ 45,80

  • 30 ml

Ficha técnica

NCM15159090

Mais informações

Óleo de Semente de Pepino – ANVISA

INCI: Cucumis sativa seed oil - Origem: Chile 

Obtenção: Prensagem a frio das sementes.

Importante:

  • Produto acabado, pronto para uso, ANVISA número de registro: 25351.271432/2020-04
  • Modo de usar: aplicar quantidade suficiente do óleo de semente de pepino sobre a pele limpa (rosto/corpo) antes de deitar e massagear, o óleo de semente de pepino também pode ser utilizado nos cabelos, conforme instruções na embalagem.
  • Mantenha o produto fora do alcance de crianças e ao abrigo da luz e calor.  
  • Em caso de irritação, retire imediatamente o produto com água corrente, suspenda o uso e procure orientação de um profissional da saúde.

O pepino japonês (Cucumis sativus L.) pertence à família das curcubitáceas. O seu centro de origem é a Índia, sendo posteriormente levado para a China, e para as Filipinas e as Ilhas Formosas.

É uma hortaliça fruto, de clima tropical, sendo preferido o seu cultivo em condições de temperatura elevada, mas pode ser cultivada nas regiões de temperatura amena, onde não ocorram frio e geada. O pepino contém 95% de água; é rico em betacaroteno, folacina, cálcio, magnésio, potássio, fósforo e selênio; o valor calórico do pepino é baixo, em 100g há 12 a 14 kcal. A partir das suas sementes podemos extrair um óleo vegetal rico ácido graxo linoleico e oleico, o que revela um óleo excelente para pele .

O ácido linoleico (ômega 6) e seus derivados tem um papel importante na estrutura e função na permeabilidade da barreira do estrato córneo da nossa pele, alterações comuns em pessoas com dermatite atópica, esse ácido graxo e precursor das ceramidas e pode modular a resposta imune da epiderme, pois influencia os linfócitos T exercendo influências positivas em dermatoses inflamatórias como acne e psoríase.

Aplicações: loções e cremes corporais, produtos para tratamento anti-aging.

Dosagem em cosméticos: 1 a 10 % .