Óleo de Andiroba - ANVISA

Produto novo

O Óleo de Andiroba (Carapa guianensis) é recomendado para peles ressecadas, rachadas ou com eczemas devido ao seu poder anti-inflamatório. Age também como emoliente, antisséptico, cicatrizante, regenerador de tecido cutâneo e contra o reumatismo, além de ser formador de filme oclusivo.

Importante 

  • O óleo de Andiroba pode apresentar-se na forma de aparência sólida abaixo de 18 graus centigrados para torná-lo liquido coloque em banho maria a 30 graus centigrados.
  • Aplicações cosméticas e farmacologias , uso externo.
  • ANVISA número de registro : 25351.090645/2019-95
  • Validade : 01/2024
  • Não testado em animais e sem ingredientes de origem animais, para low poo e no poo,  vegano, não contém: parabenos, sulfatos, perfume artificial, corante artificial , óleo mineral e silicones.
  • Embalagem vidro âmbar - Óleo vegetal 100 % puro.
  • Acesse a cromatografia do lote no banco de imagens.

Mais detalhes

99 Itens

De R$ 24,70

Por R$ 22,23

  • 30 ml
  • 100 ml

Ficha técnica

NCM15159090

Mais informações

Óleo de Andiroba - Anvisa 

Importante

  • Produto acabado, pronto para uso, ANVISA número de registro : 25351.090645/2019-95
  • Modo de usar: aplicar quantidade suficiente do óleo de Andiroba sobre a pele limpa (rosto/corpo) antes de deitar e massagear .
  • Mantenha o produto fora do alcance de crianças e ao abrigo da luz e calor.  
  •  Em caso de irritação , retire imediatamente o produto com água corrente , suspenda o uso e procure orientação de um profissional da saúde.

Obtenção : Prensagem a frio sem refino 

INCI : Carapa Guianensis Seed Oil - Óleo Vegetal 100 % puro

Nome botânico : Carapa guianensis

Família botânica : Meliaceae

Origem : Brasil

A andiroba é uma árvore de grande porte, nativa da Amazônia e que pode chegar a ter 30 metros de altura. Porém, não é uma planta muito forte. Chuvas e ventos de alta intensidade podem derrubá-la, colocando em risco sua sobrevivência. A andiroba floresce uma vez por ano, entre os meses de agosto e outubro, e frutifica de janeiro a maio, o que pode variar de acordo com a região.

O fruto da andiroba é uma cápsula que se abre quando cai no chão, liberando de quatro a seis sementes. É a partir dessas sementes que o óleo é extraído. Por utilizar as sementes que caem das árvores, o método de extracao é totalmente sustentável, pois não prejudica a planta.

Primeiramente, as sementes da andiroba mais adequadas são selecionadas e cozinhadas. Em seguida, são amassadas manualmente, formando uma massa que será utilizada para a extração do óleo, que pode ocorrer de três maneiras: sob sol, sombra ou prensagem. No sol ou sombra, a massa é colocada em uma superfície inclinada por onde o óleo escorre. Já a prensagem ocorre em uma prensa de palha típica da região amazônica, conhecida como tipiti. Por último, o óleo já extraído passa por uma filtragem que remove resíduos desnecessários.

O óleo de andiroba obtido possui cor amarelada, é extremamente amargo e, quando submetido a temperaturas inferiores à 25 graus centigrados, se solidifica, assemelhando-se à consistência da vaselina. Contém taninos e ácidos graxos que possuem propriedades terapêuticas, como ácido palmítico, ácido mirístico e ácidos oleico e linoleico, mais conhecidos como ômega 9 e ômega 6, respectivamente.

O Óleo de Andiroba (Carapa guianensis) , atua como cicatrizante e é um potente anti-inflamatório, além de eficaz regenerador da pele; sendo destinado ao tratamento de inchaços, batidas, reumatismo, cicatrização, alergias, escarras, psoríase, e para peles ressecadas, rachadas ou com eczemas ou coceiras; também é utilizado na cosmética para combater a celulite. Utilizado pelos índios da Amazônia como um poderoso repelente de insetos (substituindo a citronela).

Pode ser empregado puro sobre a pele como um óleo carreador. É utilizado para inchaços, batidas, reumatismo, cicatrização, alergias, psoríases e problemas de garganta.

Recomendado para peles ressecadas, rachadas ou com eczemas devido ao seu poder anti-inflamatório. Age também como emoliente, antisséptico, cicatrizante, regenerador de tecido cutâneo e contra o reumatismo, além de ser formador de filme oclusivo.