Promoção! DUO ALECRIM CINEOL -ANVISA Ver maior

DUO ALECRIM ANVISA: : 20ml

Produto novo

DUO ALECRIM CONTÉM

  • 1 UNIDADE DE 10 ml Óleo Essencial de Alecrim QT CINEOL.....VALIDADE   3/2023.
  • 1 UNIDADE DE 10 ml Óleo Essencial de Alecrim QT CÂNFORA...VALIDADE  4/2023.

ANVISA número de registro : 25351.23129/2017-36

Mais detalhes

29 Itens

De R$ 66,30

Por R$ 59,67

  • 20 ml

Ficha técnica

NCM 33012990

Mais informações


Óleo Essencial de Alecrim Rosmarinus -  QT CÂNFORA

Importante

  •       Validade: 04/2023
  •       ANVISA número de registro:25351.23129/2017-36
  •       Modo de usar: em massagens diluído em óleo vegetal, banhos e aromatização. Não usar puro sobre a pele.
  •       Mantenha o produto fora do alcance de crianças e ao abrigo da luz e calor. 
  •       Em caso de irritação, retire imediatamente o produto com água corrente, suspenda o uso e procure orientação de um profissional da saúde.

INCI Name: Rosmarinus officinallis oil - CAS Number: 8000-25-7

Origem : Espanha -  Obtenção: Destilação a vapor das folhas.

Óleo Essencial 100% puro – Embalagem vidro âmbar

Nomes Populares: alecrim-de-jardim; alecrim; rosmarino; labinotis; alecrinzeiro; alecrim comum; alecrim-de-cheiro; alecrim-de- horta; erva- coada; flor-do-olimpo; rosa-marinha; rosmarinho. (LORENZI, H.; MATOS,F., 2006).

A espécie Rosmarinus officinalis L., conhecida popularmente como alecrim, é originária da Região Mediterrânea e cultivada em quase todos os países de clima temperado de Portugal à Austrália. A planta possui porte subarbustivo lenhoso, ereto e pouco ramificado de até 1,5 m de altura. Folhas são lineares, coriáceas e muito aromáticas, medindo 1,5 a 4 cm de comprimento por 1 a 3mm de espessura. Flores azulado-claras, pequenas e de aromas forte e muito agradável (LORENZI, H.; MATOS,F., 2006). Os atributos do alecrim são tão importantes como o da Aspecula odorífera e datam do século XVII e vem da Europa Central. Diz-se que a rainha Isabel da Hungria, septuagenária e debilitada pela idade, recuperou a saúde e rejuvenesceu graças ao alecrim.

Com flores aromáticas brancas, rosadas, lilases ou azuladas, o alecrim foi batizado de Rosmarinus ("orvalho do mar", em latim) porque crescia espontaneamente na areia das praias do Mediterrâneo.

A norma ISO 1342(International Organization for Standardization) é uma norma internacional que especifica certas características do óleo essencial de alecrim (Rosmarinus officinalis L.), a fim de facilitar a avaliação de sua qualidade. O quimiotipo Alecrim Cânfora tem como origem Espanha e ou França, o qual possui entre: 12,50% a 22,00% de cânfora, de 16,00% a 23,00 % de  1,8 cineol ( eucaliptol), de 18 % a 26 % de alfa pineno e outros componentes como: canfeno, mirceno e borneol

Refrescante, antisséptico e antibacteriano é também diurético e purificador de uso geral, possui propriedades antidepressivas e antifúngicas.

Previne e reduz espasmos, alivia a flatulência e regula a digestão. Elimina o catarro e a dor.  A nível emocional, o óleo alivia a exaustão mental e ajuda na clareza da mente.

Aplicações dos óleos essenciais:

Aromatização: para aromatizar o ambiente, adicione algumas gotas de óleo essencial em um borrifador com água. Agite sempre antes de usar.

Massagem (aplicações tópicas): Adicione o óleo essencial em um Óleo vegetal (carregador = óleo de girassol ou semente de uva, ou amêndoas ou outros), na média de 10 a 15 gotas para cada 100 ml de óleo vegetal.

Banhos: Dilua de 5 a 10 gotas do óleo essencial previamente em uma colher de chá de óleo vegetal carregador da sua preferência, antes de adicionar em uma banheira totalmente cheia, nunca use óleo essencial diretamente na banheira sem diluição. 

Em Cosméticos (Aplicação e Dosagem)

Aplicação: Emulsões e géis anticelulíticos, formulações antiacne, tônicos capilares.

Dosagem: de 0,5 a 1,00%, sendo que 0,5 % para aplicações faciais e até máximo de 1,00% produtos de higiene pessoal e corporais.

Considerações Importantes

  •       Não usar puro sobre a pele. Usar sempre diluído (como em óleo vegetal ou em bases cosméticas neutras).
  •       Se ocorrer irritação, suspenda o uso.
  •       Desaconselhável para gestantes.

Referências Bibliográficas

  •       BOORHEM, R. L. et al. Segredos e Virtudes das Plantas Medicinais. Editora Reader’s Digest Brasil Ltda, Rio de Janeiro, 416 pp., 1999.
  •       BRUNETON, J. Farmagonosia, Fitoquímica. Plantas Medicinales. Ed.l ACRIBIA S.A/ Zaragosa, Espanha, 2. ed , 1099 pp., 2001.
  •       MUNIZ, F.; CARDOSO, M.; SALGADO, A. P.; ZACARONI, L.; ANDRADE, M.; GUIMARÃES, L.G. Rendimento e composição química do óleo essencial de folhas frescas e secas de Alecrim (Rosmarinus officinalis L.) coletadas em dois horários. Anais 29a Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Química (SBQ) / Laboratório de Química Orgânica-Universidade Federal de Lavras/ Lavras- MG. .
  •       NEGRAES, P. Plantas Medicinais e Aromáticas: Alecrim. Publicação da ESALQ, CIAGRI, USP, ESALQ, 2000.

 

Óleo Essencial de Alecrim QT CINEOL

Óleo Essencial de Alecrim QT CINEOL - 100 % puro - Embalagem Vidro Âmbar

Importante

  •       Validade: 03/ 2023
  •       ANVISA número de registro: 25351.23129/2017-36
  •       Modo de usar: em massagens diluído em óleo vegetal, banhos e aromatização. Não usar puro sobre a pele.
  •       Mantenha o produto fora do alcance de crianças e ao abrigo da luz e calor. 
  •       Em caso de irritação, retire imediatamente o produto com água corrente, suspenda o uso e procure orientação de um profissional da saúde.

INCI Name: Rosmarinus officinallis oil -CAS Number: 8000-25-7

Origem: Marrocos - Obtenção : Destilação a vapor das folhas  -  Família: Lamiaceae

Nomes Populares: alecrim-de-jardim; alecrim; rosmarino; labinotis; alecrinzeiro; alecrimcomum; alecrim-de-cheiro; alecrim-de- horta; erva- coada; flor-do-olimpo; rosa-marinha; rosmarinho. (LORENZI, H.; MATOS, F., 2006).

A espécie Rosmarinus officinalis L. pertencente à família Lamiaceae, apresenta em sua composição química óleo essencial rico em terpenos (cineol, pineno, canfeno, borneol, cânfora, acetato de bornila e verbenona), além de saponinas, flavonóides, ácidos nicotinamida, colina pectina, taninos, rosmaricina e vitamina C (Guenther, 1972).

Conhecida popularmente como alecrim, é originária da Região Mediterrânea e cultivada em quase todos os países de clima temperado de Portugal à Austrália. A planta possui porte subarbustivo lenhoso, ereto e pouco ramificado de até 1,5 m de altura. Folhas são lineares, coriáceas e muito aromáticas, medindo 1,5 a 4,00 cm de comprimento por 1 a 3mm de espessura. Flores azulado-claras, pequenas e de aromas forte e muito agradável (LORENZI, H.; MATOS,F., 2006). Os atributos do alecrim são tão importantes como o da Aspecula odorífera e datam do século XVII e vem da Europa Central. Diz-se que a rainha Isabel da Hungria, septuagenária e debilitada pela idade, recuperou a saúde e rejuvenesceu graças ao alecrim.

Com flores aromáticas brancas, rosadas, lilases ou azuladas, o alecrim foi batizado de Rosmarinus ("orvalho do mar", em latim) porque crescia espontaneamente na areia das praias do Mediterrâneo.

A fama do alecrim como planta de usos mágicos é ainda mais antiga: os gregos acreditavam que a erva só brotava na casa dos justos e os ingleses até hoje cobrem os túmulos dos heróis com ramos frescos. Feiticeiros e curandeiros medievais também usavam as folhas queimadas sobre brasa para afastar o diabo do lar.

A planta é utilizada por suas propriedades tônicas como estimulante do couro cabeludo e ainda como antiparasitário (Paris & Moyse, 1971).

O Alecrim estimula a circulação e atua como um tônico para o sistema nervoso, a pele o coração, fígado e vesícula biliar.

Refrescante, antisséptico e antibacteriano é também diurético e purificador de uso geral, possui propriedades antidepressivas e antifúngicas.

Previne e reduz espasmos, alivia a flatulência e regula a digestão. Elimina o catarro e a dor.  A nível emocional, o óleo alivia a exaustão mental e ajuda na clareza da mente.

O óleo essencial alecrim qt cineol,  ele é menos estimulante do que o qt cânfora, sendo indicado para memória e estudos, o cineol eleva acetilcolina que é um neurotransmissor que no sistema nervoso central atua no desempenho do aprendizado e memória. O óleo essencial qt cineol é indicado para o tratamento de problemas respiratórios e pulmonares.

Aplicações dos óleos essenciais:

Aromatização: para aromatizar o ambiente, adicione algumas gotas de óleo essencial em um borrifador com água. Agite sempre antes de usar.

Massagem (aplicações tópicas): Adicione o óleo essencial em um Óleo vegetal (carregador = óleo de girassol ou semente de uva, ou amêndoas ou outros), na média de 10 a 15 gotas para cada 100 ml de óleo vegetal.

Banhos: Dilua de 5 a 10 gotas do óleo essencial previamente em uma colher de chá de óleo vegetal carregador da sua preferência, antes de adicionar em uma banheira totalmente cheia, nunca use óleo essencial diretamente na banheira sem diluição. 

Em Cosméticos (Aplicação e Dosagem)

Aplicação: Emulsões e géis anticelulíticos, formulações antiacne, tônicos capilares.

Dosagem: de 0,5 a 1,00%, sendo que 0,5 % para aplicações faciais e até máximo de 1,00% produtos de higiene pessoal e corporais.

Considerações Importantes

  •       Não usar puro sobre a pele. Usar sempre diluído (como em óleo vegetal ou em bases cosméticas neutras).
  •       Se ocorrer irritação, suspenda o uso.
  •       Devido a presença 1,80 cineol (eucaliptol) em dosagens elevadas torna o óleo essencial de alecrim qt cineol proibido para crianças com menos de 3 anos de idade pode-se usar no difusor ou em uso tópico com diluição máxima de 0,5%.  Crianças entre 3 e 6 anos de idade pode-se usar no difusor ou uso tópico em diluição máxima de 1%.
  •       Desaconselhável para gestantes.

Referências Bibliográficas

  •       BOORHEM, R. L. et al. Segredos e Virtudes das Plantas Medicinais. Editora Reader’s Digest Brasil Ltda, Rio de Janeiro, 416 pp., 1999.
  •       BRUNETON, J. Farmagonosia, Fitoquímica. Plantas Medicinales. Ed.l ACRIBIA S.A/ Zaragosa, Espanha, 2. ed , 1099 pp., 2001.
  •       MUNIZ, F.; CARDOSO, M.; SALGADO, A. P.; ZACARONI, L.; ANDRADE, M.; GUIMARÃES, L.G. Rendimento e composição química do óleo essencial de folhas frescas e secas de Alecrim (Rosmarinus officinalis L.) coletadas em dois horários. Anais 29a Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Química (SBQ) / Laboratório de Química Orgânica-Universidade Federal de Lavras/ Lavras- MG. .
  •       MOSS, M.; OLIVER, L. Plasma 1,8-cineole correlates with cognitive performance following exposure to rosemary essential oil aroma. Ther Adv Psychopharmacol. 2012 Jun; 2(3):103–113.
  •       NEGRAES, P. Plantas Medicinais e Aromáticas: Alecrim. Publicação da ESALQ, CIAGRI, USP , ESALQ, 2000.



Importante: Óleos essenciais são princípios ativos naturais proveniente de plantas naturais e aromáticas. É fundamental destacar que os óleos essenciais não devem ser utilizados puros com exceção de: melaleuca, lavanda e menta, quando aplicados em pequenos ferimentos, queimaduras, picadas ou espinhas, não necessitam mais que uma gota do óleo essencial para tratamento.

Informações adicionais:

  •       A Engenharia das Essências não se responsabiliza pela aplicação inadequada do produto, a manipulação do produto é de inteira responsabilidade do manipulador, siga a orientação de um aromaterapeuta clínico.
  •       Acesse informações do lote que está sendo comercializado nas imagens (laudo técnico) e a cromatografia na descritiva do produto.
Comodo SSL